E o Oscar vai para…

… Deus sabe. Mas os indicados, revelados hoje, mostram uma Academia careta e presa aos mesmos valores que se repetem a cada ano. Ou seja, previsível até o talo. Com poucas surpresas e muitas esnobadas, a Academia perdeu a chance de fazer sua festa mais pop – o que poderia ser traduzido em audiência –, ignorando Batman – O Cavaleiro das Trevas nas categorias principais (embora tenha fechado com oito indicações), insistindo em alguns autores que não merecem o incenso (Stephen Daldry, que dirigiu o bom Billy Elliot e o atroz As Horas, dá as caras com O Leitor) e seguindo a manada em outros casos (o “romance” da vez é Quem Quer Ser um Milionário?). A lista segue abaixo, faça suas apostas e aproveite o domingo de Carnaval para cair na folia. Os resultados do Oscar, eu garanto, serão os mesmos na manhã da segunda-feira.

FILME
O Curioso Caso de Benjamin Button
Frost/Nixon
Milk – A Voz da Igualdade
O Leitor
Quem Quer Ser um Milionário?

DIRETOR
David Fincher, por O Curioso Caso de Benjamin Button
Ron Howard, por Frost/Nixon
Gus Van Sant, por Milk – A Voz da Igualdade
Stephen Daldry, por O Leitor
Danny Boyle, por Quem Quer Ser um Milionário?

ATOR
Richard Jenkins (Aprendendo a Viver)
Frank Langella (Frost/Nixon)
Sean Penn (Milk – A Voz da Igualdade)
Brad Pitt (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Mickey Rourke (O Lutador)

ATRIZ
Anne Hathaway in (O Casamento de Rachel)
Angelina Jolie (A Troca)
Melissa Leo in (Rio Congelado)
Meryl Streep (Dúvida)
Kate Winslet (O Leitor)

ATOR COADJUVANTE
Josh Brolin (Milk – A Voz da Igualdade)
Robert Downey Jr. (Trovão Tropical)
Philip Seymour Hoffman (Dúvida)
Heath Ledger (Batman – O Cavaleiro das Trevas)
Michael Shannon (Foi Apenas Um Sonho)

ATRIZ COADJUVANTE
Amy Adams (Dúvida)
Penélope Cruz (Vicky Cristina Barcelona)
Viola Davis (Dúvida)
Taraji P. Henson (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Marisa Tomei (O Lutador)

ROTEIRO ADAPTADO
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Eric Roth e Robin Swicord
Dúvida, por John Patrick Shanley
Frost/Nixon, por Peter Morgan
O Leitor, por David Hare
Quem Quer Ser um Milionário?, por Simon Beaufoy

ROTEIRO ORIGINAL
Rio Congelado, por Courtney Hunt
Simplesmente Feliz, por Mike Leigh
Na Mira do Chefe, por Martin McDonagh
Milk – A Voz da Igualdade, por Dustin Lance Black
WALL-E, por Andrew Stanton, Jim Reardon e Pete Docter

FILME ESTRANGEIRO
Der Baader Meinhof Komplex, de Uli Edel (Alemanha)
Entre Les Murs (The Class), de Laurent Cantet (França)
Okuribito (Departures), de Yojiro Takita (Japão)
Revanche, de Götz Spielmann (Áustria)
Valsa com Bashir, de Ari Folman (Israel)

ANIMAÇÃO
Bolt – Supercão
Kung Fu Panda
WALL-E

FOTOGRAFIA
A Troca, por Tom Stern
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Claudio Miranda
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Wally Pfister
O Leitor, por Chris Menges e Roger Deakins
Quem Quer Ser um Milionário?, por Anthony Dod Mantle

MONTAGEM
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Kirk Baxter e Angus Wall
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Lee Smith
Frost/Nixon, por Mike Hill e Dan Hanley
Milk – A Voz da Igualdade, por Elliot Graham
Quem Quer Ser um Milionário?, por Chris Dickens

DIREÇÃO DE ARTE
A Troca, por James J. Murakami e Gary Fettis
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Donald Graham Burt e Victor J. Zolfo
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Nathan Crowley e Peter Lando
A Duquesa, por Michael Carlin e Rebecca Alleway
Foi Apenas Um Sonho, por Kristi Zea e Debra Schutt

FIGURINO
Austrália, por Catherine Martin
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Jacqueline West
A Duquesa, por Michael O’Connor
Milk – A Voz da Igualdade, por Danny Glicker
Foi Apenas Um Sonho, por Albert Wolsky

TRILHA SONORA
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Alexandre Desplat
Um Ato de Liberdade, por James Newton Howard
Milk – A Voz da Igualdade, por Danny Elfman
Quem Quer Ser um Milionário?, de A.R. Rahman
WALL-E, por Thomas Newman

CANÇÃO
“Down to Earth”, de Peter Gabriel e Thomas Newman (WALL-E)
“Jai Ho”, de A.R. Rahman e Gulzar (Quem Quer Ser um Milionário?)
“O Saya”, de A.R. Rahman and Maya Arulpragasam (Quem Quer Ser um Milionário?)

MAQUIAGEM
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Greg Cannom
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por John Caglione, Jr. e Conor O’Sullivan
Hellboy II: O Exército Dourado, por Mike Elizalde e Thom Floutz

EDIÇÃO DE SOM
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Richard King
Homem de Ferro, por Frank Eulner e Christopher Boyes
Quem Quer Ser um Milionário?, por Tom Sayers
WALL-E, por Ben Burtt e Matthew Wood
O Procurado, por Wylie Stateman

MIXAGEM DE SOM
O Curioso Caso de Benjamin Button, por David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce e Mark Weingarten
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Lora Hirschberg, Gary Rizzo e Ed Novick
Quem Quer Ser um Milionário?, por Ian Tapp, Richard Pryke e Resul Pookutty
WALL-E, por Tom Myers, Michael Semanick e Ben Burtt
O Procurado, por Chris Jenkins, Frank A. Montaño e Petr Forejt

EFEITOS VISUAIS
O Curioso Caso de Benjamin Button, por Eric Barba, Steve Preeg, Burt Dalton e Craig Barron
Batman – O Cavaleiro das Trevas, por Nick Davis, Chris Corbould, Tim Webber e Paul Franklin
Homem de Ferro, por John Nelson, Ben Snow, Dan Sudick e Shane Mahan

DOCUMENTÁRIO
The Betrayal (Nerakhoon) de Ellen Kuras and Thavisouk Phrasavath
Encounters at the End of the World, de Werner Herzog e Henry Kaiser
The Garden, de Scott Hamilton Kennedy
Man on Wire, de James Marsh e Simon Chinn
Trouble the Water, de Tia Lessin e Carl Deal

DOCUMENTÁRIO CURTA-METRAGEM
The Conscience of Nhem En, de Steven Okazaki
The Final Inch, de Irene Taylor Brodsky e Tom Grant
Smile Pinki, de Megan Mylan
The Witness – From the Balcony of Room 306, de Adam Pertofsky e Margaret Hyde

CURTA-METRAGEM
Auf der Strecke (On the Line), de Reto Caffi
Manon on the Asphalt, de Elizabeth Marre e Olivier Pont
New Boy, de Steph Green e Tamara Anghie
The Pig, de Tivi Magnusson e Dorte Høgh
Spielzeugland (Toyland), de Jochen Alexander Freydank

CURTA DE ANIMAÇÃO
La Maison en Petits Cubes, de Kunio Kato
Lavatory – Lovestory, de Konstantin Bronzit
Oktapodi, de Emud Mokhberi e Thierry Marchand
Presto, de Doug Sweetland
This Way Up, de Alan Smith e Adam Foulkes

About these ads

Tags: ,

16 Respostas to “E o Oscar vai para…”

  1. Rafael Medeiros Says:

    O documentátio favorito ao Oscar se chamará O Homem Equilibrista.

  2. João Paulo Says:

    A academia sempre foi conservadora e previsivel
    e isso não vai mudar e apesar de ficar felizes da indicações
    de Batman e Benjamin Button,quem vai levar mais oscar
    vai ser slumdog millionare com certeza seguindo os vencedores
    do globo de ouro.Muito fraco muito ruim.

  3. r4f4 Says:

    O coringa vai ganhar!

  4. Fabio Goulart Says:

    Concordo com meu amigo Sadoski sobre a mesmice do Oscar… mas fico (não tão) secretamente feliz com a indicação (óbvia e esperada) do Ledger… abraços, Roberto!!

  5. lindomar Says:

    Me desculpe mas os votantes do oscar são caretas, ou sera que eles sabem que cinema não é só blockbuster como uma cereta revista de cimema. Concordo que batman merecia ser indicado como melhor filme, mas problema e que cinema não so wolverine, hobbit, harry potter, watchmen como vcs da set acham. Como nenhum desses atores não vão partipar de um blockbuster ai vcs vão perde espaço escrevendo sobres eles, quando poderiam dizer como os efeitos especiais do filme trasnformer são maravilhosos.

  6. TygeR Says:

    O Oscar só quebrou seu protocolo pra melhor filme quando O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei ganhou o prêmio.

  7. Giulianno Says:

    Como ainda não assisti a nenhum dos filmes indicados, não posso tecer qualquer comentário sobre os mesmos. Mas, admito que gostei de ver esses cinco filmes como os finalistas (claro, queria ver O Caveleiro das Trevas entre eles, mas…) Vai chegar o dia em que um blockbuster levará um Oscar para casa (já chegou, não? O Retorno do Rei). Quanto a falta de ousadia dos votantes, acho que, desta vez, eles foram (ao menos um pouquinho) imprevisíveis: TODOS davam como certa a presença do novo Batman e MUITOS apostavam em um dos novos filmes de Clint Eastwood. Não foi o que aconteceu. Claro, o estilo dos filmes indicados não foge a regra da maioria dos outros anos. Agora é esperar e torcer. E dá-lhe Ledger!

  8. Edgard Says:

    Blockbuster levando grandes prêmios no Oscar?

    Que tal O Senhor dos Anéis, Titanic, Ben-Hur…

  9. Mel Adams Says:

    Hum. Mas cadê a capa de fevereiro?

  10. Vanderson Fernandes dos Santos Says:

    Já desisti do Oscar há um bom tempo! Este será o quarto ano consecutivo que a “maior festa do cinema mundial” ficará sem minha audiência.

  11. p1r4t4 Says:

    Coringa e favorito, seria muita falta noçao se ele nao for premiado

  12. Carolina Chamizo Henrique Babo Says:

    A respeito do Oscar deste ano, tenho uma teoria que gostaria de compartilhar. A maior premiação da indústria cinematográfica parece viver de pura moda. Cada ano que passa, ela escolhe uma temática diferente para recompensar os esforços daqueles que fazem cinema e para deleitar os olhos do público em uma falsa esperança que a Academia esteja mais moderna, se re/inventando.

    O ano passado, por exemplo, foi a festa dos atores estrangeiros: Javier Barden, um espanhol, recebeu o Oscar de melhor ator coadjuvante, enquanto Marion Cotillard, uma francesa, ganhava o prêmio de melhor atriz. Mas não poderia ser o contrário, diriam alguns. Javier e Marion estavam extraordinários em Onde Os Fracos Não Têm Vez e Piaf – Um Hino ao Amor, respectivamente. Concordo plenamente, mas sabemos que a Academia adora uma injustiça e, portanto, essa não seria a primeira vez.

    Continuando o meu raciocínio a respeito da obviedade da cerimônia, voltemos a 2007 e veremos o ano dos negros no Oscar (um eco de 2002?). Forest Whitaker recebeu o prêmio de melhor ator e Jennifer Hudson, o de melhor atriz coadjuvante. Inverteram as estatuetas, perceberam? Coincidência? Eu acho que não. Mais uma vez merecidos? Mais uma vez eu desconfio dessa “bondade”.

    No ano de 2006 então, a Academia elegeu o tema do preconceito e nem disfarçou. Beirou o absurdo ao entregar o Oscar de melhor filme para Crash – No Limite e não para O Segredo de Brokeback Mountain. Parece que em relação a discriminações, é preferível uma trama que explore o conflito racial, do que outra que trate do amor entre dois homens. Além de não premiar o filme, os atores Heath Ledger e Jake Gyllenhaal tampouco tiveram suas atuações reconhecidas.

    Este ano, me parece que a Academia já escolheu o seu tema: os párias da sociedade, renegados, exilados e que voltam de maneira triunfante. Melhor ator, Mickey Rourke, sem dúvida. Melhor atriz coadjuvante, Marisa Tomei, claro. Melhor atriz, quem mais que Angelina Jolie, a mulher envolvida em escândalos que casa com Brad Pitt, constitui família, adota crianças e vive feliz?

    A categoria de melhor ator coadjuvante, então, é um caso único. Além de renegado pela própria premiação, há dois anos, agora Heath Ledger obteve uma indicação póstuma pelo vilão Coringa. Há algo mais degradante que o Coringa? Impossível. Ledger teve a maior atuação de sua carreira em Batmam o Cavaleiro das Trevas e merece o Oscar, mas também já o merecia, em vida, por O Segredo de Brokeback Mountain. No entanto, nessa época, a Academia ainda era muito preconceituosa.

    O mundo mudou. Os Estados Unidos se renderam a Barack Obama, ao político correto que promete transformações drásticas na economia e no modo de vida norte-americano. Político engajado e com ideais, talvez tenhamos então uma dica para o melhor filme do ano: Milk, a Voz da Igualdade. Para a premiação, uma oportunidade de mostrar que também mudou. Para o filme, um reconhecimento merecido. No entanto, no fundo, nós sabemos qual é o tema, não é?

    Pode ser que eu esteja totalmente enganada e que vença nas principais categorias a cópia de Forrest Gump, o Curioso Caso de Benjamim Button. Mas, nesse caso, a Academia apenas se repetiria na fórmula, assim como o filme se repete em sua história. Acho que não. Não esse ano. Brad Pitt pode esperar um pouco mais.

    Talvez, a Academia queira premiar em 2009 os párias do cinema, porque ela própria também queira ressurgir com eles, como uma fênix das cinzas. As cinzas da ignorância da premiação-desfile que elege o tópico e desfaz conceitos. As cinzas do faz de conta das mudanças.

  13. paulo mesquita Says:

    Bem, sobre o Oscar existe dois comentários a fazer:
    1º A transmissão… que não vai acontecer na tv aberta, um total absurdo!!! Ainda hoje a tv a cabo tem um custo alto, então você que não tem condição financeira ou que não tem nenhum amigo que tenha… é amigo, fica para a próxima;
    2º O fato da não indicação de O Cavaleiro das Trevas, que no minímo tinha que concorrer aos prêmios de: MELHOR FILME, ATOR, ATOR COADJUVANTE E DIRETOR, mas como a Academia é… seria pedir muito dela.

  14. Carolina Chamizo Henrique Babo Says:

    Mais uma teoria que gostaria de compartilhar!!! Errei quase tudo!!! O tema deste ano foi a Índia!!! E os renegados pela sociedade não poderiam ganhar nada mesmo, porque são intocáveis!!!

    Acho que a Academia anda assistindo muita novela!!!

  15. Anderson Lucas Says:

    O Oscar já teve seus dias de glórias !!! já não me importo tanto assim,pois a academia vive de julgo !!! isso e renovador ? isso e atual ? quem vai aos cinemas ? Oscar 2009 foi meio complicado com muito mais baixos do que altos !!! Heath Ledger …foi o ponto mas alto da tal festa,pois aqui no rj….os caricas estava mas para os desfile das escola de samba que por final ….estava muito mas interessante,mulheres bonitas e muita alegria !!!
    Que pena !!!
    A esperança e a ultima que morre !!! acredito que algo inovador ainda vai acontecer no Oscar ,pois esta fraquinho demais…a desculpa desse ano foi a greve dos roteristas? nossa !!! que desculpa sacana,pois teve bons filmes e bons roteiros !!!
    E realmente chato,concordo com o povo !!!

  16. Meiriely Says:

    ÓTIMOS comentários, mas os atores sempre irão valorizar o OSCAR e nós também, mesmo que digamos que não.
    É um eterno ciclo vicioso.No entanto, uma competiçao, por pior que seja, sempre melhora os resultados, ou pelo menos, atiça nossa curiosidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: